Conheça alguns dos melhores atletas disponíveis para transferência

Com o fim da temporada no college basketball, muitos atletas se despedem de suas universidades por causa da formatura ou para se profissionalizar. Mas outro motivo tem desempenhado bastante interesse da mídia nos últimos anos: As transferências de jogadores para outras universidades.

No ano passado mais de 800 jogadores na primeira divisão trocaram de universidades. Algumas das melhores transferências foram Katin Reinhardt (USC para Marquette) e Nigel Williams-Goss (Washington para Gonzaga) que inclusive ajudou Gonzaga a chegar na grande final nacional no ultimo dia 3 de Abril.

Nesta temporada mais de 360 ​​jogadores já declararam sua intenção de se transferir para outra universidade no próximo ano. Alguns já estão comprometidos e muitos outros atletas ainda estão procurando pela melhor opção.

Os treinadores no college basketball estão criticando a alta taxa de transferências que a cada ano supera o anterior. Porém, essa é uma realidade que eles terão que lidar a cada nova temporada. Apesar de criticada, é inegável que as transferências costumam mudar os rumos de uma equipe que não tenha conseguido alcançar um bom recrutamento no high school. Além do mais, as melhores transferências podem de forma imediata impactar uma equipe de tal forma que a mesma pode sair do fundo de uma conferência para se transformar em uma potencial ameaça ao título nacional, como aconteceu com Gonzaga nesta temporada.

Muitas outras dezenas de atletas vão se transferir nos próximos meses, mas aqui estão alguns dos melhores jogadores disponíveis agora.

Menção Honrosa:

Cameron Johnson – Pittsburgh
Carlton Bragg – Kansas
Elijah Brown – New Mexico
Noah Dickerson – Washington
James Daniel – Howard
Egor Koulechov – Rice

Al Freeman


Universidade: Baylor Bears
Elegibilidade: Imediato para 2017-2018

O agora, ex-Bear, Allerik Freeman é um dos nomes mais experientes e conhecidos disponíveis para transferência. Al Freeman já tem muitos pretendentes para os seus serviços na próxima temporada, muito devido a ótima temporada com Baylor e por poder jogar de imediato.

Freeman tem um bom arremesso, e com 1,91m, consegue desempenhar um bom papel nas duas posições secundarias do perímetro. Nascido em Charlotte, Al Freeman teve médias de 9,4 ppg e 2,4 rpg para Baylor sendo o terceiro cestinha da equipe. Freeman foi o segundo com melhor aproveitamento nas bolas de 3 pts e ele é mais um franco-atirador do que um cara para armação ou que consegue criar seu próprio arremesso.

Freeman provavelmente deve aparecer em universidades das grandes conferencias, mas as universidades da ACC são favoritas por estarem próximas de sua casa (Charlotte). NC State por exemplo, é uma das universidades que manifestou interesse em Freeman.

Nisre Zouzoua


Universidade: Bryant Bulldogs
Elegibilidade: Disponível em 2018-2019

Ala armador, Nisre Zouzoua tem um nome bem pouco familiar para quem acompanhou o college, mas este jovem vai levar consigo grande poder de fogo para a próxima universidade em que ele escolher jogar.

Zouzoua é um cestinha nato que apesar de baixo para a posição dois (6’2) foi absolutamente elétrico para os Bulldogs neste ano e seus 20,3 ppg, 4,2 rpg, 1,5 apg e 1,5 spg mostram bem isso. Sua liberdade para arremessar ao longo da temporada, refletiu diretamente em seu aproveitamento (37% do perímetro e 41% no geral) mas não se engane, ele é um razoável arremessador que pode vir a ser bastante útil em qualquer universidade grande. Ele foi o melhor calouro na NEC e nesta segunda temporada liderou a conferência em pontos por jogo.

Zouzoua é oriundo de Massachusetts e tem ofertas de Virginia, NC State e Rutgers para fazer visitas oficiais.

Marcus Evans


Universidade: Rice Owls
Elegibilidade: Disponível em 2018-2019

A perda da universidade de Rice é gigantesca. Ele é sem duvidas uma das melhores opções neste período de transferências graças a sua capacidade de pontuar e armar as jogadas.

Na temporada de calouro, Evans foi brilhante, conseguindo ser um dos principais cestinhas da conferencia com 21 ppg e sendo escolhido como calouro do ano na C-USA. Seu segundo ano com Rice foi tão bom quanto o primeiro, apesar de ter pontuado menos, (19,0 ppg). Seu percentual nas bolas de três pontos subiu de 31% para 38%, mas seu aproveitamento no geral caiu de 47% para 42%. Ele teve quase 30 roubos a menos que na temporada de calouro.

Varias universidades estão em contato com Evans incluindo VCU, Cincinnati, Florida State e Kansas. Por ser nativo do estado da Virginia, VCU é favorita, mas seu recrutamento deve ser um dos mais emocionantes.

Tevin Mack

Universidade: Texas Longhorns
Elegibilidade: Disponível em 2018-2019

Tevin Mack deve ser o grande alvo para muitas universidades depois de deixar Texas Longhorns em fevereiro.

A ala de 2,01m tem médias de 14,8 pontos e era o cestinha do time até o momento em que pediu transferência. Ele também foi o segundo em rebotes por jogo com médias de 4,8 por jogo e liderou a equipe com 39% do perímetro. Seus problemas fora de quadra talvez sejam as maiores preocupações para universidades interessadas, mas Mack deverá ter uma nova chance.

Mack é nativo de Columbia, South Carolina, logo o favorito para ter Mack é a universidade de South Carolina que vai precisar de um substituto para Sindarius Thornwell.

Chase Jeter

Universidade: Duke Blue Devils
Elegibilidade: Disponível em 2018-2019

Pivô de cinco estrelas na classe de 2015, Chase Jeter é apontado como o melhor atleta na lista de transferências desta temporada.

O ex-McDonald’s All-American nunca vingou com os Blue Devils. Jeter jamais teve uma média maior que três pontos por jogo em duas temporadas com Duke. Como Duke sempre tem um recrutamento forte na posição, Jeter não teria espaço como um junior.

Jeter está considerando oito universidades no momento. Entre os favoritos estão Arizona, Oregon, UCLA e Gonzaga. Todos estes tem uma boa proximidade com sua cidade natal de Las Vegas.

Deixe uma resposta