Depois de 3 derrotas seguidas vem a pergunta: O que aconteceu com Arizona?

A universidade do Arizona, número 2 do ranking da AP, sofreu nessa semana uma série inacreditável de três derrotas, sendo a última nesta sexta-feira passada para Purdue por 89-64 em partida válida pelo torneio Battle 4 Atlantis. Além de Purdue, Arizona também foi derrotada para NC State e SMU, times tecnicamente mais fracos que Purdue.

Mas o quê explica uma queda de rendimento tão grande em apenas uma semana?

Antes de mais nada, é bom citar que olhando o chaveamento do torneio Battle 4 Atlantis indicava uma grande possibilidade de encontro entre duas das cinco melhores universidades, Villanova e Arizona. Só que para a surpresa de todos, Arizona caiu para NC State na quarta-feira por 90-84. No dia seguinte, Arizona perdeu para SMU por 66-60, outro resultado muito surpreendente. Após essas derrotas, restou para Arizona a disputa do sétimo lugar contra Purdue (que também passou vergonha perdendo pra universidades mais fracas), e ai veio a pior derrota da temporada.

“Eu não teria previsto que seríamos derrotados aqui e muito menos que terminaríamos com um desempenho de 0 vitórias em 3 jogos”, disse o treinador do Arizona, Sean Miller. “Esse não era o nosso objetivo, mas nada é tão ruim quanto parece. E certamente, não fomos tão bons quanto todos pensavam que eramos antes de viajarmos para cá”.

Essa derrota por 25 pontos de diferença na sexta-feira para Purdue, é a maior desde a derrota para Oregon na temporada passada, onde a equipe de Arizona perdeu por 27 pontos de diferença. Essas derrotas deixam ainda mais uma marca negativa para a universidade, pois pela primeira vez na história, Arizona teve três derrotas consecutivas antes do mês de Dezembro, de acordo com a ESPN Stats & Info.

Além do mais, os Wildcats não sofreram em nenhuma partida sequer na temporada passada 85 pontos. Mas nessa semana, a equipe sofreu 90 pontos e 89 pontos em um período de apenas três dias.

Obviamente que Arizona está jogando sem o segundo-anista Rawle Alkins, que passou por uma cirurgia no final de setembro e não deve voltar antes de Janeiro. Com médias de 10,9 pontos e 4,9 rebotes na temporada passada, Alkins está fazendo bastante falta na defesa. Allonzo Trier teve uma primeira semana maravilhosa, mas caiu muito de rendimento nesta semana e a equipe pareceu estar sentindo a falta do jogador. DeAndre Ayton é o único atleta que continuou jogando bem nessa semana, aliás, Ayton mostra evolução a cada dia que passa, ao contrário de seus companheiros.

Outro fator que pode estar impactando os Wildcats é a investigação do FBI. Vale lembrar que Arizona é uma das universidades que teve um assistente técnico preso durante essa investigação, acusado de supostamente dar US$ 15 mil dólares a um recruta (Jahvon Quinerly).

Com essas derrotas, a expectativa é que Arizona caia para o final do Top 25 ou até mesmo saia do ranking. Caso Arizona não esteja no top 25 da AP, será apenas a segunda vez na história do College que uma equipe passa de numero 2 para um não ranqueado na semana seguinte. Louisville foi a primeira e única universidade a passar por isso.

Deixe uma resposta