E a melhor conferência é…

Os jogos de conferência começaram no basquete universitário americano. Cerca de 20 a 25% das partidas já ocorreram, na verdade. Uma de minhas principais curiosidades é ver o rating de cada conferência para saber o desempenho geral das ligas. De maneira bem simplória, sem aprofundar muito no método estatístico desenvolvido por Ken Pomeroy para ranquear as conferências, ele basicamente pega o saldo de eficiência ajustada (eficiência ofensiva menos a eficiência defensiva) e incrementa o peso do calendário dos times (para evitar distorções). O resultado é chamado de Adjusted Efficiency Margin. Substancialmente as conferências ficam ranqueadas, onde quanto mais positivo mais forte é a conferência e quanto mais negativo mais fraca é a liga.

Gosto bastante de mostrar essa tabela principalmente para quem está iniciando ou querendo começar a acompanhar a NCAA. Como são 351 times separados em 32 conferências e é um pouco complicado assistir tudo. Então organizando a liga por ordem de força talvez ajude por quais ligas poderíamos começar a acompanhar. Enquanto escrevo esse artigo, dia 12 de Janeiro de 2018, o ranking de conferências é este:

Conference Rating
Big 12 +18,32
ACC +15,79
Big East +15,10
SEC +14,40
Big Ten +13,20
Pac 12 +8,94
AAC +7,30
MW +4,73
MVC +3,35
A10 +1,82
WCC +0,60
Summit -1,20
C-USA -1,35
Colonial -1,73
Sun Belt -1,86
Mid American -1,98
WAC -3,34
Southern Conference -3,65
MAAC -3,65
Ivy League -3,74
Big Sky -4,18
Big West -4,26
Ohio Valley -5,31
American East -5,94
Big South -6,20
Horizon -6,51
Patriot -6,75
Southland -7,93
Northeast -9,30
Atlantic Sun -9,67
Mid Eastern Athletic -17,05
Southwestern Athletic -17,97

Indo além, peguei todas as conferências com rating positivo e organizei-as para saber quais delas há um percentual maior de vitórias dentro de casa. Em outras palavras, quais ligas as equipes abusam mais de seu home court advantage.

Conference Home win %
ACC 75,90%
A10 71,40%
SEC 69,20%
MVC 68,00%
Big Ten 66,70%
AAC 65,40%
WCC 64,00%
Pac 12 57,70%
Big East 56,50%
MW 56,00%
Big 12 55,00%

Até aqui temos a Big 12 com maior rating e maior taxa de ter o time visitante surpreendendo o dono da casa. Usando ainda as ferramentas disponíveis no Kenpom, busquei ver quais conferências têm maior percentual de jogos que terminam em close game, isto é, com vitórias de um dos lados por quatro ou menos pontos ou prorrogação. As ligas selecionadas foram as de rating positivo.

Conference Close Game % (<4pts or OT)
Big 12 30,00%
MVC 28,00%
Pac 12 26,90%
SEC 26,90%
A10 25,00%
WCC 24,00%
AAC 23,10%
MW 20,00%
Big East 17,40%
ACC 17,20%
Big Ten 16,70%

Big 12 se destacando em outro quesito. Por fim, ainda com os ratings positivos, organizei as conferências com maior proporção de blowouts, ou seja, partidas que acabaram com 19 ou mais pontos de diferença. Fiquei muito surpreso com a SEC e Pac 12. Ambas tiveram apenas dois jogos dentro desse parâmetro em 26 partidas realizadas até aqui. A MVC também merece destaque, já que também só teve duas partidas com 19 pontos de diferença no final do jogo, mas teve uma partida a menos (25) em relação à SEC e Pac 12. A última ressalva vai para a Big 12, de novo. Em 20 jogos, dois blowouts.

Conference Blowout %(>19pts)
WCC 36,00%
AAC 34,60%
MW 24,00%
A10 21,40%
Big Ten 19,40%
Big East 17,40%
ACC 17,20%
Big 12 10,00%
MVC 8,00%
Pac 12 7,70%
SEC 7,70%

Quase um quarto dos jogos conferencionais da temporada regular já foram. As tendências começam a se formar nas ligas e suas peculiaridades vão se constituindo. Temos alguns quesitos para avaliar as conferências: Qual vai ter maior rating, maior taxa de home win, maior proporção de close games e blowouts. Descobriremos juntos até o final desta temporada.

Estatísticas atualizadas em: 12/01 as 20:00 hs

Deixe uma resposta