Preview 2018-19 | #31 Iowa State Cyclones

O LiveCollegeBR segue com sua série de previews para a temporada 2018/19 agora com Iowa State, equipe que sempre está presente nos torneios da NCAA, mas que ficou de fora na temporada passada por ter uma equipe muito jovem. Confira!

Informações sobre a Universidade

Localização:  Ames, Iowa
Treinador:  Steve Prohm
Conferência: Big-12
Recorde 2017/18: 13 vitórias e 18 derrotas no geral (4 vitórias e 14 derrotas na Big-12)
Saídas Importantes: Donovan Jackson (15,0 ppg)
Chegadas de Impacto: Talen Horton-Tucker (calouro top-100)

Como foi na temporada passada

Iowa State é uma universidade muito tradicional da Big-12, uma das conferências mais fortes do College, e por causa disso sofreu bastante na temporada passada pra conseguir vitórias e consequentemente ir a algum torneio. Isso se deveu ao fato de a equipe ter perdido cinco atletas da temporada anterior, algo que é difícil para qualquer universidade de fazer em apenas um ano: Reconstrução.

Tirando as vitórias da equipe contra Iowa, grande rival estadual, Oklahoma de Trae Young e West Virginia de Jevon Carter, Iowa State foi uma terrível decepção. Se não podemos dizer que os resultados do time foram bons, o mesmo não podemos dizer dos atletas calouros da equipe, que foram sem dúvidas os grandes destaques. Lindell Wigginton, armador canadense, se destacou muito e foi um dos melhores calouros da conferência. Além dele, Cameron Lard e Terrence Lewis, também calouros, foram importantes para a equipe, que com tanta juventude não conseguiu os resultados desejados.

Wigginton conseguiu uma das melhores enterradas do College na temporada passada

Previsão para a temporada 2018/19

Para essa nova temporada, a equipe perdeu apenas um jogador de impacto, Donovan Jackson, e terá o retorno de todos os outros principais atletas. Além deles, a equipe também terá a chegada de alguns bons calouros como por exemplo, Talen Horton-Tucker, ala versátil que pode fazer um pouco de tudo no ataque.

Além de Horton-Tucker, Iowa State terá também a adição de Marial Shayok, ala que atuou em Virginia há dois anos e vai contribuir de imediato na defesa. Sem dúvidas essa é uma equipe muito jovem e que dependerá demais de seu agora segundo anista, Lindell Wigginton, que podia ter ido para a NBA esse ano, mas resolveu retornar ao College e será o líder dessa equipe. Iowa State ainda não é uma equipe pronta para ser considerada a alguma coisa na temporada, mas é sem sombra de dúvidas uma equipe a ser observada com cautela.

Fique de Olho

Lindell Wigginton | Armador| 1,87 metros | Sophomore

Como disse anteriormente, Wigginton mostrou ser o cara a ser observado nesse time de Iowa State. Com médias de 16,7 pontos por jogo, liderou a equipe nesse quesito além de ter tido ainda aproveitamento na casa dos 40% nas bolas de três pontos. Somado a isso, o calouro conseguiu ainda mostrar flashes de uma habilidade atlética incomum para a maioria dos guards no College.

Tamanho desempenho ajudou muito em sua cotação para o Draft da NBA, mas o desempenho da equipe puxou para baixo a visibilidade que Wigginton poderia ter conseguido se tivesse ido ao torneio da NCAA.

Deixe uma resposta