Preview 2018-19 | #45 Davidson Wildcats

O LiveCollegeBR segue com suas série previews para a temporada 2018/19 agora com Davidson, a Universidade de Stephen Curry tem tudo para fazer um bom ano e é uma das favoritas na Atlantic 10. Confira!

Informações sobre a Universidade

Localização: Davidson, North Carolina
Treinador: Bob McKillop
Conferência: Atlantic 10
Recorde 2017/18: 21 vitórias e 12 derrotas no geral (13 vitórias e 5 derrotas na American)
Saídas Importantes: PF Peyton Aldridge (21,2 ppg | 7,6 rpg)
Chegadas de Impac­to: 

Como foi na temporada passada

Peyton Aldridge. O ala-pivô se destacou e foi um dos melhores jogadores da conferência na temporada passada. Com ele e o desempenho do calouro Kellan Grady, Davidson fez bonito na Atlantic 10 e terminou em terceiro. A campanha proporcionou uma classificação ao March Madness. O confronto logo de cara contra Kentucky interrompeu o sonho dos Wildcats, mas deixou bons pontos para 2018-19.

Grady foi a grata surpresa do time. Esperava-se bastante do calouro, mas ele foi acima da média. Com 18 pontos por jogo, mostrou-se um scorer nato para a armação da equipe. O sophomore islandês Jon Axel Gudmundsson teve bastante espaço, após flashes em sua temporada de calouro e foi bem. Foi um dos poucos jogadores no país com médias superiores a 13+ pontos, 6+ rebotes e 5+ assistências. Dividindo a armação com Grady, completaram-se com qualidade.

O ataque foi o ponto positivo da equipe. De acordo com o KenPom, os Wildcats tiveram o 16º melhor ataque do país, com 117 pontos a cada 100 posses de bola. A defesa deixou a desejar, somente na posição 120º.

Peyton Aldridge foi o principal destaque na boa campanha de Davidson (Getty)

Previsão para a temporada 2018/19

Sem Aldridge, as esperanças de Davidson recaem sobre Kellan Grady, principalmente, e o islandês Gudmundsson. A dupla de armação deverá ser responsável pela maior quantidade de pontos e assistências da equipe. Espera-se um salto do junior KiShawn Pritchett. O ala faz um pouco de tudo dentro de quadra e foi o segundo melhor passador do time em 2017-18.

O maior problema dos Wildcats é no garrafão. Além de Aldridge, Magarity e Michelsen se formaram, restando apenas o junior sérvio Dusan Kovacevic no elenco. O jogador atuou em apenas sete jogos na temporada passada.

A dificuldade de ter opções no garrafão deverá fazer com que o técnico Bob McKillop atue com um small ball na maioria das vezes, com Grady como ala, já que atua melhor sem a bola.

Para o sucesso de 2018-19 ser melhor do que a temporada passada, a defesa tem que melhorar bastante. Veremos o que McKillop fará.

Fique de Olho

Kellan Grady | ala-armador | 1,96 metros | Sophomore

Fã de Curry, Grady tem um exemplo incrível para seguir e se depender da primeira temporada, o sucesso no College poderá ser parecido. Com um estilo diferente do armador dos Warriors na NBA, Kellan aposta na sua versatilidade e atleticismo. Combo guard, pode atuar tanto como armador, como ala-armador.

Na temporada passada, teve seu career-high contra St Bonaventure, anotando 39 pontos. Como calouro, foi o rookie do ano na conferência Atlantic 10 e foi para o segundo time da conferência. Nesta temporada, espere Grady brigando pelo prêmio de melhor jogador da A-10.

Para conferir todas as nossas matérias de previews, clique aqui!

Deixe uma resposta