Preview da conferência USA

Depois de fazermos o PREVIEW da BIG 12, agora é a vez da conferência USA. Também chamada de conferência americana, a C-USA é considerada uma mid-major, ou seja uma conferência menor com universidades de nível técnico mais baixo do que nas principais conferências (PAC 12, BIG 10, ACC, SEC e BIG 12). Uma curiosidade desta conferência é que ela concede apenas uma vaga para o torneio da NCAA (march Madness), e esta vaga vai para o campeão do torneio da C-USA, e não para o campeão da temporada regular.

Esperamos que curtam cada detalhe desta conferência que apesar de ser mais fraca do que muitas outras, já revelou grandes nomes como por exemplo: Derrick Rose, Hassan Whiteside e Dwyane Wade.

Melhor jogador da conferência (MVP)

Marcus Evans, PG/ SG – Rice University

marcus-evans-pic

Marcus Evans foi calouro na temporada passada e teve números impressionantes, com incríveis 21 pontos por jogo além de 47% em arremessos de quadra. É claro que não passou despercebido pela conferência e foi eleito com méritos para o quinteto ideal da conferência. E para esta temporada a opinião é unanime de que ele será o melhor jogador da conferência. Evans jogou de ala-armador e com liberdade para pontuar, e isso explica o baixo número de assistências por partida (2.8). Porém ele é muito bom passador e sabe armar o jogo. Dependendo da sua evolução nesta temporada, é possível que ele renuncie a sua elegibilidade e se inscreva no DRAFT da NBA.

Melhor Freshman (Calouro) da conferência:

Tim Cameron, PG – UTEP

timcameren

Tim Cameron é considerado por muitos como um dos melhores calouros nesta conferência. Ele é um recruta quatro estrelas na maioria dos rankings e está treinando com a universidade desde agosto de 2015 ou seja, ele está se preparando e se entrosando com o restante do time desde a temporada passada. Ele joga de armador e sua principal característica é a  invasão de garrafão. Outra curiosidade de Tim é que ele costuma pegar muitos rebotes ofensivos. Seu ponto fraco é o arremesso de longa distância. Porém sua mecânica de arremesso é boa e isso pode ajudar na evolução do arremesso de longa distância.

Menções Honrosas:

Xavier Green, SG – Old Dominion

Oliver Powel, PF – Louisiana Tech

Davion Thomas, PF – Middle Tennessee

Jogador mais subestimado da conferência:

Nick Norton, PG – UAB

nick-norton
Nick Norton (#2) em um jogo contra LSU

Com 1.77 de altura Nick Norton é o armador titular de UAB há duas temporadas. Mesmo sendo baixo para os padrões do basquete universitário, arma o jogo com muita qualidade e tem boa desenvoltura passando a bola. Alias esse é o seu ponto forte, a distribuição de jogo. Nick tem uma excelente taxa de assistências por partida e comete pouquíssimos erros durante os jogos. Quem olha as estatísticas de Nick pode até pensar se tratar de um armador comum, porém Nick Norton e muito mais que um armador, ele é a mente pensante dentro de quadra e sendo importantíssimo para as pretensões de UAB chegar longe nesta temporada. Não o subestime pois ele pode surpreender nesta temporada.

Melhor técnico da conferência:

Kermit Davis – Middle Tennessee

kermitt

Treinador de Middle Tennessee State (MTSU) desde 2002, Kermir Davis teve na temporada passada uma campanha fantástica. Conseguiu um desempenho muito bom com o time ficando na segunda posição da temporada regular,  vencendo o torneio da conferência na sequência. Com a vitória no torneio da conferência, MTSU conseguiu a vaga para o torneio da NCAA, e neste torneio surpreendeu o mundo vencendo Michigan State que era favorita ao título logo na primeira rodada e sendo eliminada posteriormente para Syracuse. Depois de tudo o que aconteceu na temporada passada, Kermit Davis tem muita responsabilidade nisso e é candidato a vencer este prêmio com folga.

Quinteto da conferência:

Giddy Potts, PG – Middle Tennessee

potts

Giddy Potts joga de armador em MTSU, e está voltando para seu terceiro ano na Universidade. Teve médias de 15 pontos por jogo na última temporada, e se espera que tenha muita evolução nesta temporada depois do desempenho na temporada passada. Outra curiosidade de Potts é que ele teve impressionantes 50.6 % de aproveitamento em arremessos da linha de três pontos na ultima temporada. E antes que você pergunte sobre o volume de arremessos durante os jogos, eu lhe respondo dizendo que ele teve em toda a temporada 79 arremessos certos em 156 tentados. Isso é impressionante.

Marcus Evans, PG – Rice University

Marcus Evans que já citamos acima na escolha de MVP da conferência, já esteve neste quinteto na ultima temporada e se repetir o desempenho da ultima temporada, não há dúvidas de que será novamente escolhido entre os melhores. Uma boa curiosidade sobre Evans é que ele está na lista dos maiores ladrões de bola em toda a NCAA com (2.2) roubadas de bola por partida. Só pra efeito de comparação Kris Dunn de providence foi o quarto maior ladrão de bolas em toda a NCAA, e tinha médias de (2.5) roubos por partida.

Erik McCree, SF – Louisiana Tech

erik-mccee-latech2-1-988x556

Erick McCree foi eleito para o segundo time na última temporada com bons números e também por conta da boa temporada de sua universidade. A expectativa e que McCree seja a estrela desse time e ajude sua universidade a se manter no topo da Conferência.

Jeremy Combs, PF – North Texas

combs

Jeremy Combs surpreendeu na última temporada sendo só um sophomore (segundo anista) tendo números impressionantes (14.9 ppg e 10.5 rpg) e se impondo no garrafão com sua força e habilidade no trabalho de pés. Assim como McCrew, também foi eleito para o segundo time da conferência na temporada passada. Nesta temporada provavelmente será um dos candidatos a MVP, e estará na lista dos melhores da conferência sem dúvidas.

William Lee, PF/C – UAB 

william-lee

Willian Lee foi eleito na última temporada o melhor jogador defensivo, e isso se deu pela incrível média de tocos por partida (2.9) sendo inclusive chamado de “Novo Hassan Whiteside”. Esteve na lista dos maiores bloqueadores da NCAA (Sétimo para ser mais preciso) e será nesta temporada um dos pilares do time de UAB, sendo importante na defesa e principalmente pontuando no ataque que foi um dos seus pontos fracos na última temporada.

POWER RANKING

UAB

uab

Projeção: 1ª colocação

2015-16 temporada: 26-7 (16-2 na C-USA)

Saídas: Robert Brown

Novatos: Nate Darling (FR) e Javien Williams (FR)

UAB vem com um novo treinador Robert Ehsan que terá a árdua tarefa de substituir o bom técnico Jerod Haase que deixou a equipe para treinar a universidade de Stanford. Quase todos os jogadores do time titular de UAB estão voltando depois de fazerem uma excelente temporada regular, ficando inclusive em primeiro lugar geral na conferência. Além de Nick Norton que já citamos anteriormente e Willian Lee, Chris Cokley é outro jogador para se ficar de olho neste time, sobre tudo com a saída de Robert Brown. Nate Darling que é um calouro, também deverá ganhar algumas oportunidades nesta temporada. UAB tem um time jovem, porém experiente e forte e não deverá perder muitos jogos nesta temporada, e por isso eu coloco esta universidade como forte candidato ao melhor time da conferência.

Para Ficar de OlhoNick Norton e Willian Lee são bons, mas provavelmente o cestinha da equipe será Chris Cokley. Ele teve médias de 13 pontos na ultima temporada, e esses números serão melhorados com certeza para esta temporada.

Middle Tennessee State (MTSU)

mtsu-646

Projeção: 2ª colocação

2015-16 temporada: 25-10 (13-5 na C-USA)

Saídas: Perrin Buford, Darnell Harris, e Jaqawn Raymond

Novatos: Jacorey Williams (Arkansas, transferência), Calvin Davis (Cape Fear, transferência) e Antwain Johnson (Chipola, transferência) Tyrik Dixon (freshman) Davion Thomas (freshman)

Depois de fazer historia no march madness, o time vem forte para esta temporada para quem sabe até vencer a conferência. E tem nos dois principais jogadores do time (Reggie Upshaw e Giddy Potts) a força, a habilidade e muita experiência para enfrentar  a concorrência pelo título. MTSU terá a sua disposição dois bons recrutas vindos da JUCO (Junior College) Calvin Davis e Antwain Johnson. Davis teve médias de 10 pontos, 3,5 rebotes e 5,1 assistências por jogo em sua última temporada em Cape Fear. Johnson é um bom pontuador, e ele obteve a média de 15,9 pontos e 3,1 rebotes por jogo em sua última temporada em Chipola. MTSU também terá a sua disposição Jacorey Williams, que estará disponível para jogar esta temporada após ficar de fora na última temporada devido às regras de transferência da NCAA. Williams teve médias de 4,8 pontos e 2,8 rebotes por jogo em sua última temporada em Arkansas. O único problema com Middle Tennessee é a sua média de altura. É uma das equipes com menor média de altura na conferência.

Para Ficar de OlhoAlém de Potts que é um dos melhores arremessadores da conferência, o time também conta com Reggie Upshaw. Ele tem a segunda melhor média de pontos no time e é extremamente decisivo nos jogos de MTSU. Sempre que o time passa por dificuldades é Upshaw que tem a tarefa de decidir, e será assim nesta temporada também.

Old Dominion

old-dominion

Projeção: 3ª colocação

2015-16 temporada: 25-13 (12-6 na C-USA)

Saídas: Aaron Bacote, Nik Biberaj, Trey Freeman, Payton Pervier, e Martin Shaw

Novatos: Keith Pinckney (Northwest Florida, transferência), Randy Haynes (New Mexico, transferência), BJ Stith (Virginia, transferência), Alassane Kah (Kilgore, transferência) e Trey Porter (George Mason, transferência) Xavier Green (Freshman) e Aaron Carver (Freshman)

Old Dominion foi a melhor equipe defensiva da Conferência USA na última temporada cedendo apenas 58,3 pontos de média por partida. No entanto, tiveram muitas dificuldades no ataque apesar de Trey Freeman ter sido o cestinha da conferência com 22,1 pontos por jogo. Agora sem o astro do time, Old Dominion está trazendo algumas transferências para a próxima temporada, na tentativa de se manter competitiva na conferência. São duas transferências de jogadores vindos de universidades que pertencem a primeira divisão, Trey Porter de George Mason e BJ Stith vindo da Virgínia. Porter jogou em 30 jogos na última temporada com uma média de 14,1 minutos por jogo, e obteve médias de 3,5 pontos e 2,6 rebotes por jogo nessa temporada. Stith só teve 13 jogos na temporada 14/15 na Virginia, obtendo a média de apenas um ponto por jogo nos 13 minutos. Além destas transferências Old Dominion também terá transferências vindas de JUCOS, e a tendência e que Old Dominion fique no topo da conferência

Para Ficar de OlhoBrandan Stith teve praticamente médias de duplo-duplo (10,4 ppg e 9,7 rpg) na temporada. E agora sem Trey Freeman e Aaron Bacote, ele deve ser o líder da equipe e ter médias maiores que na última temporada.

North Texas

north-texas

Projeção: 4ª colocação

2015-16 temporada: 12-20 (7-11 na C-USA)

Saídas: Chris Campbell, Todd Eaglin, e Eric Katenda e Carrington Ward (se transferiu para Norfolk State)

Novatos: Shane Temara (Angelina, transferência) e Derail Green (Incarnate Word, transferência) AJ Lawson (Freshman)

North Texas terá de volta seus três principais jogadores para a temporada, incluindo o astro do time Jeremy Combs que foi eleito para o segundo time da conferência na última temporada. Derail Green será outro bom pontuador no garrafão, e é um bom reboteiro. Green teve médias de 11 pontos, 4,3 rebotes e 2,1 assistências por jogo em sua última temporada com o Incarnate Word. North Texas também conseguiu uma boa transferência da JUCO com Shane Temara. Ele obteve  médias de 11,5 pontos e 7,5 rebotes por jogo em sua última temporada na Angelina Community College, e ele também é um bom protetor de aro. Com essas adições é certo que North Texas irá brigar na parte de cima da conferência, mas precisa melhorar tanto ofensivamente como defensivamente.

Para Ficar de OlhoJeremy Combs é sem duvida o melhor atleta desse time e deve estar na disputa pra ser um dos melhores da conferência. Se espera muito dele na temporada, e é um tipo de jogador que não tem medo de assumir responsabilidades.

Florida International (FIU)

fiu

Projeção: 5ª colocação

2015-16 temporada: 13-19 (7-11 na C-USA)

Saídas: Adrian Diaz e Daviyon Draper

Novatos: Richard Bivens (East Los Angeles, transferência), Ronald Whitaker (Southwest Tennessee, transferência), Jay Harvey (Shawnee, transferência), Michael Kessens (Alabama, transferência), e Eric Lockett (Chipola, transferência) Greg Shead (Freshman) e Raekwon Long (Freshman)

Florida International (FIU) foi preenchido com talentos para esta temporada. Via Transferência da JUCO, Eric Lockett é um ala que teve  médias de 7,1 pontos, 5,1 rebotes e 6,2 assistências por jogo em sua última temporada na Chipola Community College. Outra transferência da JUCO, Jay Harvey (Shawnee) é um grande protetor de aro. Ele teve médias de três pontos e cinco rebotes por jogo nessa temporada. Também foi adicionado à equipe Michael Kessens vindo de transferência para pós-graduação do Alabama. Ele obteve a média de 3,2 pontos e 3,5 rebotes por jogo em sua última temporada no Alabama. Sua liderança e experiência deve ajudar a equipe neste longo caminho. Espera-se que FIU melhore em todas as posições.

Para Ficar de Olho: Donte McGill foi o cestinha da equipe na última temporada com 16 pontos por jogo, e está indo para seu último ano na universidade. McGill é um ala talentoso com a bola nas mãos e FIU dependerá muito de seu desempenho para evoluir na temporada.

Western Kentucky

wku

Projeção: 6ª colocação

2015-16 temporada: 18-16 (8-10 na C-USA)

Saídas: Aaron Cosby, Aleksej Rostov, Nigel Snipes, Chris McNeal, Fredrick Edmond, Marlon Hunter, Chris Harrison-Docks ( transferido para Depaul)

Novatos: Júnior Lomomba (Providence, transferência), Que Johnson (Washington State, transferência), Willie Carmichael (transferência) e Phabian Glasco (Connors State, transferência) Tobias ‘TJ’ Howard (Freshman), Damari Parris (Freshman), Matineng-iakah Leahy (Freshman) e Robinson Idehen (Freshman)

Western Kentucky está em reconstrução após a contratação do novo treinador, Rick Stansbury. Vários jogadores se transferiram para outras universidades e novos jogadores vieram. Duas transferências de pós-graduação irão trazer qualidade. Junior Lomomba de Providence e Que Johnson de Washington State. Johnson foi o terceiro melhor pontuador na última temporada dele em Washington, conseguindo médias de 11,3 pontos, 2,5 rebotes e 1,2 assistências por jogo. Lomomba teve média de 5,3 pontos e 2,5 rebotes por jogo em sua última temporada em Providence. Western Kentucky também está trazendo uma boa transferência da JUCO com Phabian Glasco (Connors State). Glasco é um bom defensor e reboteiro. Ele obteve a média de 12,5 pontos e 10,6 rebotes por jogo em sua última temporada por Connors State.

Para Ficar de OlhoJustin Johnson foi sophomore na última temporada e conseguiu uma boa média de 14,9 pontos por jogo. Western Kentucky vai precisar muito que Justin seja decisivo nesta temporada. E se ele conseguir evoluir ofensivamente, talvez seja possível a universidade ir além do que foi na temporada passada e ficar acima da sexta colocação.

Marshall

marshall

Projeção: 7ª colocação

2015-16 temporada: 17-16 (12-6 na C-USA)

Saídas: Justin Edmonds e James Kelly

Novatos: Aleksandar Dozic (Marist, transferência) e Brett Bowling (Virginia Wesleyan, transferência) Jannson Williams (Freshman), Phil Bledsoe (Freshman), e Kyre Allison (Freshman)

Marshall está retornando com a maioria de seus principais jogadores, mas perdeu seu melhor jogador (James Kelly) que se profissionalizou. Esta equipe teve o melhor ataque da Conferência na última temporada com incríveis  médias de 86 pontos por partida, mas teve também a pior defesa, sofrendo 84,9 pontos por partida. É obvio que se este ataque continuar com esta média pode levar esta equipe longe, porém sem seu melhor jogador isso não deve acontecer. Mas melhorar a defesa é primordial para que Marshall pense em ir mais longe na conferência nesta temporada.

Para Ficar de Olho: Jon Elmore teve 5,8 assistências por jogo na última temporada, além de 15,2 pontos de média. Está claro que Elmore será o principal jogador de Marshall nesta temporada, e se conseguir diminuir a quantidade de erro nos jogos, pode ser que entre em alguma lista de premiação da conferência.

UTEP

utep

Projeção: 8ª colocação

2015-16 temporada: 19-14 (10-8 na C-USA)

Saídas: Tevin Caldwell, Victor Mbachu, Earvin Morris Jr,  Hooper Vint, Lee Moore, Brodricks Jones (Wyoming, transferência), Christian Romine (Illinois State, transferência)

Novatos: Kelvin Jones (Freshman), Tim Cameron (Freshman), Deon Barrett (Freshman), Chris Barnes (Freshman), Adrian Moore (Freshman) e Roman Silva (Freshman)

Matt Williams está retornando depois de uma lesão no pé e Omega Harris estará disponível para jogar toda a temporada. Com ambos os jogadores no time e a liderança de Dominic Artis, UTEP continuará a ser uma ótima equipe no ataque. A grande questão está em como vão melhorar na defesa. UTEP foi ao lado de Marshall uma das piores equipes na defesa, e que vinha sofrendo médias de 74,9 pontos por jogo. Por outro lado o ataque compensava fazendo 77,4 pontos por jogo. São boas  médias para o ataque, mas na defesa são muito ruins. Se houver melhora defensiva, UTEP pode chegar longe na conferência mas por hora a oitava colocação parece ideal.

Para Ficar de Olho: Tim Cameron é candidato a melhor freshman nesta temporada e possivelmente será um dos melhores neste time. Mas Dominic Artis deverá ter um trabalho de liderança fundamental nesta equipe. Essa dupla no perímetro deverá ser responsável por metade das ações ofensivas da equipe, e tudo dependerá do desempenho de cada um.

Louisiana Tech

Bulldog Basketball vs UTA
Alex Hamilton foi o MVP da C-USA na temporada passada por Louisiana Tech

Projeção: 9ª colocação

2015-16 temporada: 23-10 (12-6 na C-USA)

Saídas: Qiydar Davis, Alex Hamilton, Leantwan Luckett, Dayon Griffin (UCF), Branden Sheppard, e Merrill Holden (saiu transferido para Iowa State)

Novatos: LaBarrius Hill (Itawamba, transferência) e Omar Sherman (Paris, transferência), Jalen Harris (Freshman), Daquan Bracey (Freshman), Jacolby Pemberton (Freshman) e Oliver Powell (Freshman)

Louisiana Tech perdeu um monte de jogadores após a temporada 2015-2016, entre eles Alex Hamilton que foi o MVP da temporada passada e que era o líder da equipe. No entanto, o seu segundo melhor jogador Erik McCree, estará retornando para esta temporada. Ele terá a ajuda dois recrutas da JUCO em LaBarrius Hill e Omar Sherman. Ambos os jogadores são muito bons reboteiros. Hill teve médias de 9,2 pontos e 6,2 rebotes por jogo em sua última temporada na Itawamba. Sherman teve médias de 14,8 pontos e 7,1 rebotes por jogo em sua última temporada em Paris College.

Para Ficar de Olho: Erik McCree como já foi falado anteriormente, será a estrela dessa equipe, e deverá estar presente na maioria dos rankings de pontuadores durante a temporada. McCree é um ala bastante inteligente e que sabe se desmarcar para poder finalizar as jogadas. Sabe jogar no fade away e tem um  bom arremesso de longa distancia.

Rice

rice

Projeção: 10ª colocação

2015-16 temporada: 12-10 (7-11 na C-USA)

Saídas: Max Guercy e Amir Smith( transferido para UTSA)

Novatos: Austin Meyer (Freshman), Ako Adams (Freshman), Tim Harrison (Freshman), Chad Lott (Freshman) e Austin Meyer (Freshman)

Rice tem vários jogadores de seu time titular retornando para mais uma temporada, incluindo seus três principais pontuadores Marcus Evans, Egor Koulechov e Marquez Letcher-Ellis. Marcus Jackson, seu segundo melhor pontuador na temporada 2014-2015 deve voltar às quadras depois de ficar fora na ultima temporada por causa de uma lesão. Se os novos jogadores trouxerem equilíbrio para este time (o que não é provável por causa da falta de experiência), é bem possível que Rice faça um bom papel nesta conferência. Se tivéssemos que apostar em um time que pode surpreender nesta conferência, este time seria Rice.

Para Ficar de Olho: Marcus Evans está cotado para ser o MVP da conferência, e é sem duvidas a fonte de esperanças para os fãs de Rice. Mas além dele também temos que ficar de olho em Marquez Letcher-Ellis, que foi freshman na temporada passada assim como Marcus Evans. Letcher-Ellis é um ala de força que consegue pontuar no garrafão e sabe trabalhar no Pick and Roll e a tendência é que evoluam muito nesta temporada.

Charlotte

charlotte

Projeção: 11ª colocação

2015-16 temporada: 14-19 (9-9 na C-USA)

Saídas: Cameron Pappas, Bernard Sullivan, Joseph Uchebo, Mitch Warner, e Gavin Wilson, Ridell Camidge e Curran Scott (saiu transferido para Tulsa)

Novatos: JC Washington (Trinity Valley, transferência), Quentin Jackson (freshman), Ryan Murphy (freshman), e Najee Garvin (freshman)

Charlotte perdeu vários jogadores que se formaram ou por transferência. Charlotte também não foi um time bom defensivamente em 2015/16, e não existem quaisquer indicações de que eles fizeram boas adições para corrigir esse problema. Uma boa curiosidade deste time é que, em seu elenco havia seis atletas com mais de dez pontos por partida. O problema é que, dois deles se graduaram e o outro se transferiu para Tulsa.

Para Ficar de Olho: Jon Davis é o armador do time e junto com Braxton Ogbueze devem ser os melhores jogadores de Charlotte. A expectativa sobre eles é que sejam os cestinhas do time, assim como foram na última temporada.

Florida Atlantic (FAU)

Kevin Ferrell, Pablo Bertone

Projeção: 12ª colocação

2015-16 temporada: 8-25 (5-13 na C-USA)

Saídas: Javier Lacunza, Solomon Poole, e Jackson Trapp, Marquan Botley(pediu transferência)

Novatos: William Gibbons (Florida State Jacksonville, transferência), Gerdarius Troutman (Gordon State, transferência), William Pfister (Northwest Florida State, transferência), e Frank Booker (Oklahoma, transferência) Tyler Byrd (Freshman), Devorious Brown (Freshman) e Jailyn Ingram (Freshman)

Florida Atlantic (FAU) tem vários jogadores retornando, incluindo os seus dois principais pontuadores, Adonis Filer e Ronald Delph. No entanto FAU teve na temporada passada uma equipe com deficiências graves em todos os setores e fundamentos, incluindo ataque, defesa, rebotes e assistências. Esta equipa tem muita coisa a melhorar para enfim pensar em competir no nível das outras equipes na C-USA.

Para Ficar de Olho: Frank Booker será desde já, o jogador mais importante para FAU. Frank vem de Oklahoma com médias de cinco pontos por partida. Pode parecer pouco, mas em FAU ele com certeza vai ser muito mais utilizado e deve ser o melhor do time.

Texas San Antonio

NCAA BASKETBALL: NOV 15 UTSA at Clemson

Projeção: 13ª colocação

2015-16 temporada: 5-17 (3-15 na C-USA)

Saídas: Ryan Bowie e George Matthews, Phillip Jones (Houston State)

Novatos: Giovanni De Nicolao (Freshman), George WilbornIII (Freshman), Mitar Stanojević (Freshman) e Byron Frohnen (Freshman)

UTSA perdeu seu principal pontuador (Ryan Bowie) que se formou, mas terá o retorno de vários jogadores importantes, entre eles Christian Wilson. No entanto, esta equipe foi muito ruim defensivamente na última temporada e possivelmente jogará para não ficar nas últimas posições.

Para Ficar de Olho: Christian Wilson vai ser o melhor jogador de UTSA. Ele teve média de 16,8 pontos por partida e vai ser o líder da equipe nesta temporada.

Southern Mississippi

southern-missi

Projeção: 14ª colocação

2015-16 temporada: 8-21 (5-13 na C-USA)

Saídas: Kourtlin Jackson, Michael O’Donnell, Keljin Blevins (pediu transferência)

Novatos: Josh Conley (Freshman) e Marcus Cooper (Northeastern, transferência)

Southern Mississippi acrescentou uma boa transferência JUCO com Marcus Cooper. Ele vai trazer para a equipe uma boa capacidade de marcar pontos. Fora isso, nada mais muda nesta equipe. Notoriamente é a pior equipe da conferência e se conseguir ficar acima da ultima colocação, terá feito mais do que ela própria imaginaria.

Para Ficar de Olho: Khari Price tem 1,75m de altura e é de longe o melhor desse time. Devido sua pouca altura, ele é muito rápido e sua principal característica é a qualidade no passe.

1 comentário sobre “Preview da conferência USA”

  1. Pingback: Podcast LiveCollegeBR #1 – Preview Big 12 e C-USA | Live College Brasil

Deixe uma resposta