Preview 2018-19 | #42 Texas Longhorns

O LiveCollegeBR segue com sua série de previews para a temporada 2018/19 agora com Texas Longhorns, uma das equipes que sempre buscam o título da sua conferência e relevância no cenário do College.

Informações sobre a Universidade

Localização: Austin, Texas
Treinador: Shaka Smart
Conferência: Big 12
Recorde 2017/18: 19 vitórias e 15 derrotas no geral (oito vitórias e 10 derrotas na Big 12)
Saídas Importantes: Mo Bamba (12.9 pontos, 10.5 rebotes e 3.7 tocos por jogo)
Chegadas de Impacto: Courtney Ramey, Gerald Liddell, Kamaka Hepa (Todos calouros) e Elijah Long (Transferido da Mount St. Mary’s)

Como foi na temporada passada

A temporada da Universidade de Texas pode ser definida em uma palavra: montanha-russa. Começaram a temporada muito bem, inclusive indo para a prorrogação contra Duke, que na época era ranqueada como número um do país. Em Dezembro (2017) veio a primeira baixa da equipe, o armador Andrew Jones foi diagnosticado com leucemia e precisou se afastar do time para se tratar. O time aparentou estar bem abatido após perder o seu líder, porém foi uma fonte inspiradora para retomarem as ações e tentarem recuperar o posto de líderes da Big 12.

A defesa foi a principal arma da equipe comandada por Smart. Liderado por Mo Bamba, que na minha opinião, foi o jogador de maior impacto defensivo da NCAA os Longhorns obtiveram resultados positivos nas suas custas. O resumo do ataque foi o armador com a bola segurando por 15 segundos o jogo, enquanto os outros quatro apenas “assistiam” o jogo. O time foi tão mal ofensivamente que não conseguiu nem um destaque dentro da própria conferência. A equipe terminou na 269ª colocação em assistências de toda as universidades da 1ª divisão. Isso já diz muito sobre o ataque.

Para fechar a temporada, entraram ranqueada como 10º no March Madness e perderam para Nevada na prorrogação no primeiro round.

Bamba vs Bagley foi o grande confronto da NCAA na temporada passada!

Previsão para a temporada 2018/19

Andrew Jones (que lutou contra a Leucemia) provavelmente estará de volta as quadras na segunda metade da temporada e isso ajudará muito os Longhorns. Para quem não se lembra, ele foi o armador mais eficiente de todo o College Basketball no primeiro mês da temporada passada.

Outro ponto da Universidade comandada por Smart é a defesa, como já destacamos. Eles possuem aquele poder de sufocar o adversário. Por mais que Texas tenha melhorado um pouco o seu ataque no final da temporada passada, é preciso aperfeiçoar ainda mais como almejam alcançar o título da Big 12. Ficaram com a pior eficiência ofensiva neste ano que passou.

Fique de Olho

Andrew Jones | Armador | 1,94 metros | Junior

Andrew Jones sofreu muito na temporada passada com uma leucemia. Após meses de tratamento intensivo se recuperou e deverá voltar as ações na segunda metade da temporada. Por falta de ritmo, terá alguns problemas, mas só de vê-lo em quadra será uma grande vitória para os Longhorns e para o basquete. A expectativa é que Jones volte 100% e consiga colaborar com a sua equipe como vinha sendo no início da temporada passada.

Andrew Jones é um armador com uma ótima visão, atlético e QI altíssimo de basquete. Se permanecer saudável durante toda a temporada, será uma grande arma para Texas. As suas médias na última temporada foram de 13.5 pontos por jogo, 2.4 rebotes e 2.0 assistências.

Deixe uma resposta