Revisão de Novembro de 2016

Tivemos 1.062 jogos entre as equipes da Division-I em Novembro. Aqui teremos algumas coisas que aconteceram nesse mês:

Melhores Comebacks:

3º – 21 de Novembro: #110 Winthrop 84-80 #71 Illinois (0,5%)

Illinois começou liderando por 14-2 e tentou segurar a sólida equipe de Winthrop pelo resto do jogo. Winthrop fez os nove pontos seguidos e manteve o jogo equilibrado até o fim. Os Eagles lideraram apenas uma vez no tempo regular: 27-25; e Illinois não liderou em mais de dez pontos. Illini vencia por 70-60 faltando 2:53 para acabar o jogo, antes do colapso da equipe. Illinois não foi ao lance livre em suas seis últimas posses que resultaram em arremesso perdidos, turnover, falta ofensiva, turnover, arremesso perdido e mais um arremesso perdido. Winthrop fez 14-10 na OT e venceu o jogo.

2º – 23 de Novembro: #314 Utah Valley 88-85 #205 Denver (0,3%)

Utah Valley perdia por 54-27 com menos de um minuto no relógio para acabar o primeiro tempo na Magness Arena. Certamente o que ajudou UVU é que eles jogam o terceiro pace mais rápido no país. O que também ajudou é que o calouro Rodney Billups, técnico de Denver, prefere que sua equipe jogue mais rápido que seu predecessor Joe Scott. O jogo sequer foi para o último arremesso na última posse. Utah Valley tirou o déficit de 27 pontos com 3:58 no relógio e fez lances-livres o suficiente para sacramentar a vitória.

1º – 28 de Novembro: #261 High Point 62-61 #333 Morgan State (0,2%)

Se dividirmos o jogo em quatro quartos de dez minutos, a pontuação de High Point seria assim: 8 pontos no 1º, 12 no 2º, 11 no 3º e 31 no 4º. Os Panthers não pontuaram nos primeiros seis minutos e não lideraram o jogo até a cesta final. Um game-winner buzzer beater de Anthony Lindauer. High Point perdia por 20 restando nove minutos no relógio e perdia por 58-45 restando 1:35 com Morgan State indo ao lance-livre. Obviamente o comeback foi incrível, mas também foi impressionante notar no play-by-play que High Point fez 45 substituições nos 90 segundos finais.

Nota: Entre parênteses está a probabilidade vencer.

Biggets Upsets

3º – 29 de Novembro: #341 Delaware State 79-99 #St. John’s (3,3%)

Um dos mais inusitados. Delaware State fez 60% dos arremessos para dois pontos; melhor marca em 44 jogos da universidade. Isso inclui 21 jogos contra times da MEAC e três jogos contra equipes fora da D-I. Isso porque St. John’s vem defendendo muito bem os dois pontos na temporada. Leva 43,3% em média, enquanto a liga, no geral sofre 49,0%.

2º – 17 de Novembro: #274 Arkansas State 78-72 Georgetown (2,0%)

No caso de alguns upsets, temos casos de improbabilidade de resultado que se deram mais em função da nossa limitação de informação no início da temporada. Este é um belo exemplo. Arkansas State não perdeu desde esta vitória em McDonough Arena. Isso inclui vitórias contra Chattanooga em quadra neutra e uma vitória em casa contra Lehigh. Ainda assim é uma derrota pesada para G’town, mas não tão desastrosa para o que descobrimos sobre Arkansas State.

1º – 26 de Novembro: #306 Utah Valley 114-101 #45 BYU (1,2%)

Em questão de dois dias Utah Valley entrou para um dos maiores comebacks e maior upset de Novembro, e talvez da temporada, em jogos separados. Esse jogo foi um pesadelo para quem gosta de defesa e jogo lento. 96 posses, 146 arremessos tentados e 62 free-throws.

Nota: Entre parênteses está a probabilidade de acontecer.

Fastest-paced game

11 de Novembro: #26 Iowa State 113-71 #341 Savannah State – (97 posses)

Quando vimos o resultado desse jogo de abertura de Iowa State, achávamos que poderiam aumentar seu pace nessa temporada. Mas parece que foi mais loucura de Horace Broadnax com uma das equipes com maior pace ajustado da liga (2ª). Os Cyclones devem ter sua slowest-paced team desde que Greg McDermott assumiu. Hoje Iowa State é a 157ª em Adjusted Tempo.

Slowest-paced game

26 de Novembro: #2 Virginia 63-52 #58 Providence – (53 posses)

Com Joe Scott fora do comando de alguma equipe (ex-técnico de Denver, atual assistente em Holy Cross), não há quem possa impedir Virginia de vencer o prêmio de jogo mais lento da temporada. The floor is yours, Tony Bennett.

Highest scoring game

23 de Novembro: #77 Arizona State 127-110 #325 The Citadel

O jogo estava até equilibrado até que Arizona State resolveu atropelar na metade do segundo tempo. Isto diz alguma coisa para The Citadel, já que os Bulldogs perderam por 67 no jogo anterior a este para Iowa State.

Lowest scoring game

26 de Novembro: #268 Milwaukee 54-37 #124 UC Irvine

O ataque de UC Irvine é um dos piores da liga (298º), mas esse jogo foi fora do comum. 35% em arremessos pra 2 pontos e 1-14 para 3 pontos. 22 turnovers em um jogo de 66 posses. O cestinha de UC Irvine foi Jonathan Galloway com oito pontos.

Most Improved Team

UCF – Johnny Dawkins está tendo um bom momento em Orlando. Um time que teve campanha de 12-18 (6-12) na temporada passada, os Golden Knights saíram da 185ª posição na preseason para a 76ª, sem contar que perderam quatro dos seus melhores jogadores da temporada passada. Tacko Fall, sophomore de 7-6, se tornou o líder da equipe. Os adversários têm feito 34,0% das tentativas pra 2 pontos e têm eFG de 35,5%, são as melhores marcas de uma defesa da liga. UCF fez 5-1 em Novembro e em cada vitória foi com margem de pelo menos 20 pontos. A única derrota foi para Villanova por 67-57.

A sequência do ranking de Most Improved Team: 2. Arkansas State, 3. East Tennessee State, 4. North Carolina Central, 5. Utah Valley.

Most-Disappointing Team

James Madison – Uma das trocas de técnicos mais estranhas nesta offseason foi a de JMU demitindo Matt Brady. Os Dukes tiveram campanha de 21-11 (11-7) na CAA e foi uma das mais difíceis em anos. Além do mais, quase todos os técnicos que tiveram suas equipes rankeadas entre as 91 melhores, voltaram para seus times. De acordo com a College Basketball Reference, o time de 2015-16 foi o melhor de JMU desde 1993. Provavelmente Brady foi demitido por questões extra-quadra e as razões devem ser realmente justificáveis. Porque pensando apenas no basquete, não há explicação.

Eu tinha JMU rankeada em 109ª. Porém ela ainda procura sua primeira vitória sob o comando do primeiro anista Louis Rowe. JMU ainda não jogou contra nenhum equipe pior rankeada que ela, mas o melhor time que enfrentou foi #99 Old Dominion. Os Dukes caíram para a 207ª posição no ranking, o que os torna o 8º em 10 times da CAA como melhor rankeado. Seu ataque e defesa se deterioraram mesmo tendo um dos times mais experientes da NCAA, sendo o quinto em média de ano de liga (2,59 anos). Além de ser o 39º em Minutes Continuity, isto é, jogadores que tinham “X” tempo de quadra na temporada passada e permaneceram para esta temporada.

A sequência do ranking de Most Disappointing Team: 2. UConn, 3. Oregon State, 4. Texas, 5. Sacramento State.

 

Texto original: Ken Pomeroy.

Os rankings e estatísticas do texto são todos do KenPom.

Deixe uma resposta