[Sophomore] Conheça os segundo anistas que vão surpreender nesta temporada na NCAA

Com a temporada no college basketball muito próxima de começar, a equipe do LiveCollege já está com grandes expectativas. Não é a toa que no site já haja várias previsões de conferências, faltando apenas duas para fecharmos a serie. Você pode ter acesso a todos os previews com podcasts clicando aqui.

Além dos tradicionais “previews“, nesta semana vamos apontar quem são os melhores atletas universitários e porque você deve ficar de olho neles. Já falamos dos melhores seniors da NCAA, e também dos melhores calouros, jogadores que deverão ficar apenas uma temporada no College. Mas agora vamos conhecer CINCO sophomores (segundo anistas) que após romperem com o cada vez mais tradicional “one and done”, voltaram para mais um ano no College em busca de uma melhora em seu jogo e até mesmo uma melhora nas projeções para o Draft da NBA.

Confira e deixe seu comentário!

Landry Shamet – Wichita State

Se você ainda ainda não havia ouvido falar desse nome, se prepare, pois Landry Shamet será muito mais citado do que foi na temporada passada.

A pouca lembrança que Shamet teve na temporada passada se deve claramente a conferência em que Wichita State jogou. A Missouri Valley é uma conferência mid-major e por causa disso os melhores atletas não recebem o devido crédito por seus feitos pessoais. Nesta temporada, Wichita State fará parte da conferência American, uma das mais competitivas do College e que possui uma repercussão muito maior do que a MVC e além disso, Wichita State está ranqueada como nº 7 pela AP, não restando dúvidas de que Shamet será muito lembrado pela mídia.

Shamet é um armador de 1,93 m muito habilidoso com a bola e graças a sua altura se tornou um dos atletas mais versáteis do elenco de Wichita State. Além da habilidade natural, seu arremesso também é elogiável, já que na temporada passada teve 43% de aproveitamento do perímetro. No último jogo de Wichita State no torneio da NCAA, Shamet fez 20 pontos contra Kentucky e quase conseguiu levar os Shockers a uma improvável vitória.

Austin Wiley – Auburn

Apesar de ter seu nome ligado ao recente escândalo de suborno na NCAA, Austin Wiley ainda é considerado como um dos melhores sophomores para a próxima temporada.

Um dos fatores que contribuem para o pensamento de que Wiley será um dos melhores segundo anistas é que eel tenha chegado ao college apenas no mês de Janeiro, ou seja, apenas na metade da temporada. Com apenas três meses para se adaptar ao college e também ao estilo de jogo de sua equipe, Wiley sofreu um pouco com o ritmo de jogo e apenas deu alguns flashes de seu verdadeiro potencial. Nesta temporada a expectativa é que aumente o nível de suas atuações e seja um dos melhores pivôs da SEC, confirmando o status que tem de escolha de primeira rodada do próximo draft da NBA.

Com 2,10 m de altura, Wiley é um pivô muito dominante na defesa e teve um desempenho muito bom na temporada passada defendendo o aro. No ataque foi onde teve as maiores dificuldades, contudo, Wiley é um pivô com características ofensivas e deverá subir de produção nesta temporada. Ainda não se sabe quando o garoto voltará da punição imposta por Auburn, mas é certeza absoluta que será um dos destaques desta equipe.

Bruce Brown – Miami

Bruce Brown foi sem dúvidas uma das grandes surpresas na temporada passada, passando de calouro subestimado para um dos melhores atletas na ACC.

Sua incrível capacidade para fazer quase tudo em quadra, o transformou num dos jogadores mais admirados na forte conferência ACC. Sua agressividade e intensidade no ataque somado a seu grande desempenho defensivo, fazem de Brown um dos melhores atletas “two way” desta classe de sophomores. Além disso, Brown também demonstra um bom nível de atleticismo e uma habilidade natural para finalizar as jogadas utilizando muito bem as duas mãos.

O arremesso do perímetro e a falta de cuidado com a bola foram um problema na temporada passada, mas não há duvidas de que esta temporada será a mais importante para Bruce Brown, visto que apesar de ser um segundo anista, Brown já possui 21 anos de idade, quase a mesma idade de muitos Seniors.

Robert Williams – Texas A&M

Robert Williams foi um dos atletas calouros da temporada passada que poderia ter sido facilmente escolhido na loteria do draft, mas ele abriu mão dessa opção para em troca atuar por mais um ano no college e se preparar melhor para a NBA.

Williams teve média de 12 pontos e 8 rebotes por jogo na temporada passada, porém, o que mais chamou a atenção dos scouts em Williams foi sem dúvidas o talento bruto que possui. Fisicamente, Williams parece estar pronto para a NBA, e a habilidade atlética demonstrada na temporada passada foi um dos grandes motivos para sua subida repentina nos mocks. Além disso, sua facilidade para pegar rebotes ofensivos e de finalizar ao redor do aro chama muito a atenção, o mais incrível entretanto é que Williams parece estar apenas começando a se desenvolver em todos os fundamentos possíveis como o arremesso e o passe. Na defesa o mesmo não deixa dúvidas de que será um dos melhores “shot block” da NCAA nesta temporada graças a sua envergadura de 2,20 m.

Dito isso, parece que a decisão de Williams em retornar ao college foi muito acertada e esta temporada mostrará de fato se ele é realmente um atleta digno de primeiro round para o draft de 2018.

Miles Bridges – Michigan State

Miles Bridges é considerado não só o melhor sophomore da NCAA nesta temporada como também um dos melhores atletas de todo college basketball.

Miles Bridges é um fenômeno atlético sem igual. Muito dificilmente surge um atleta com um nível de atletismo tão alto como foi o de Bridges na temporada passada. Seu desempenho por Michigan State foi realmente impressionante e a facilidade com que dominou a Big Ten enfrentando rivais mais experientes e fortes colocaram Bridges num patamar muito alto entre todos os calouros da temporada passada.

Bridges, que teria sido fatalmente uma escolha de loteria no último draft, é um ala de origem que além do atleticismo de elite, mostrou grande evolução nos arremessos, claramente uma de suas fraquezas no high school. Além do arsenal ofensivo de Bridges, sua força na defesa também é algo a ser exaltado e vale lembrar sempre que Bridges atuou a temporada inteira fora de sua posição original, jogando como ala-pivô.

Não resta nenhuma dúvida que seu retorno ao college colocou os Spartans em outro nível, mas e quanto a Bridges? Será que ele conseguirá levar a equipe ao final four? E quanto ao seu “estoque” no Draft, aumentará ou diminuirá? Essas são perguntas que só conseguiremos responder a partir desta sexta feira, dia 10, quando Michigan State fará sua estréia contra North Flórida em Michigan.

4 comentários sobre “[Sophomore] Conheça os segundo anistas que vão surpreender nesta temporada na NCAA”

  1. Pingback: [Junior Year] Conheça os terceiro anistas que serão destaques nesta temporada – Live College Brasil

  2. Pingback: [Estrangeiros] Conheça os melhores jogadores internacionais desta temporada – Live College Brasil

  3. Pingback: Preview 2017 – ACC – Live College Brasil

  4. Pingback: [Brasileiros] Conheça os atletas Brasileiros que jogarão no College nesta temporada – Live College Brasil

Deixe uma resposta